Buscar
  • Gustavo Vanucci

Millenials: decifra-me, ou devoro-te.


Um dos grandes dilemas dos pais nascidos nos anos 70, foi um dos destaques da NRF 2016. Mesmo debaixo de muita neve em Nova York, sinais enviados por especialistas apresentam o desafio dos especialistas em Inteligência de Mercado. Dando continuidade no que foi lançado em 2015 na NRF daquele ano, a tribo denominada de "Millenials - nascidos entre 1980 e 2000" aumentam o peso e influência sobre o novo comportamento de compra em vários setores, mas principalmente no varejo, levando as empresas a repensarem a forma de agregar valor em seus produtos, ou melhor, serviços, já que esta geração valoriza mais o "serviço" do que o "produto", mais a "experiência" do que o "modismo".
Esta tribo, filhos nascidos e criados em torno da tecnologia e da internet, apresentam características e valores de vida diferentes daquelas que aprendemos e repassamos para nossos filhos, como por exemplo a valorização do luxo, ou seja, de trabalhar muito para conseguir dinheiro no intuito de dar uma vida melhor para seus filhos.
Entre os novos desafios que vão impactar no dia a dia das empresas para atrair, atender e manter seus clientes e novos clientes, estão a comunicação via mídias sociais, reforçando a importância do relacionamento e da busca de informações em seu grupo de influência, por fim como deverá ser o atendimento presencial, já que o millenials, não suporta a presença de atendentes doido por comissões.
Uma pista para encontrar características deste perfil entre os seus clientes, foi apresentada por Ken Nisch, na Nrf de 2015, o qual define os valores desta geração, como: funcionalidade, individualidade, originalidade, sustentabilidade, tecnologia e verdade.

#inteligênciadeMercado #Individualidade #modismo #Produto #Influência

13 visualizações0 comentário