Buscar
  • Vanucci

IV Seminário dos Queijos Artesanais ocorreu on line em 2020


IV SEMINARIO DOS QUEIJOS ARTESANAIS
SEMINÁRIO QUEIJOS ARTESANAIS 2020

O Queijo Artesanal de Minas foi tema principal da IV edição do Seminário dos Queijos artesanais promovido pela Secretaria do Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (SEAPA-MG), entre os dias 25 e 28 de agosto de 2020, e que devido a pandemia as palestras e os debates foram transmitidos ao vivo pela internet.


Autoridades do setor

Na abertura, tivemos a presença da secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Maria Valentini que destacou a evolução da legislação sobre a iguaria no estado de Minas Gerais com a publicação da Lei 23.157/2018, que dispõe sobre a produção e a comercialização dos queijos artesanais no estado, regulamentada pelo governador Romeu Zema, por meio do Decreto 48.024/2020.


Em seguida tivemos depoimentos do presidente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES/ Sindicatos, Roberto Simões e também presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas, seguido pelo presidente da @Amiqueijo e @Aprocan, João Carlos Leite, produtor do tradicional Queijo Canastra e do presidente do Sistema OCEMG, Ronaldo Scucato.


O Queijo Mineiro na Gastronomia (Leo Paixão)

A abertura das palestras ficou por conta do chef de cozinha Leo Paixão, com o tema “O queijo artesanal: um elemento de transformação”. Desde 2019, Leo é um dos jurados do reality show de gastronomia da TV Globo, Mestre do Sabor.


Durante sua palestra, Leo destacou as etapas produtivas da queijo, desde a energia do sol, passando pela afinação até o consumo. Para terminar lembrou da importância da atividade para as famílias envolvidas ao longo da cadeia produtiva e a importância na preservação da cultura, tradição e turismo.


Canais de Marketing e Distribuição físicos e digitais (Gustavo Vanucci)

Iniciando as palestra técnicas, o Mestre em Administração e CEO da Vanucci | Inteligência de Mercado, Gustavo Vanucci, tratou da importância da produção mineira de queijo no cenário nacional e das estratégias de comercialização nos canais físicos e digitais.


Como o tema “Inteligência de mercado e insights diante a pandemia”, a palestra abordou pontos em que o produtor deverá se preocupar com o queijo que está vendendo e destacou

"antes de agregar valor, temos que fazer o consumidor perceber valor”

Com dados sobre a produção e consumo de queijos no Brasil, o palestrante apresentou que são consumidas 460 mil toneladas de queijos in natura, e que em Minas Gerais, são consumidas 69 mil toneladas e conclui que por se tratar de um produto fresco um dos gargalos é o last mile (última milha), que engloba a logística de distribuição da fazenda até a mesa do consumidor final e convida a uma reflexão. Precisamos de uma maior integração entre o produtor e o varejista para garantir as qualidades organolépticas dos queijos artesanais.

9 visualizações0 comentário