Buscar
  • Vanucci

PRODUTOS LOCAIS: o avanço das estratégias que afetam o lucro, o planeta e as pessoas


A tríade denominada de triplo P #planetprofitandpeople será tema, por muito tempo, em eventos e Summit´s do setor de alimentos & bebidas, tanto na indústria como no varejo. Entre as estratégias que ganharam destaque em todo planeta com a pandemia, podemos elencar três.


A primeira está voltada para as “marcas próprias”, conhecida como #privatelabel; a segunda é da “fazenda à mesa”, ou simplesmente #farmtotable; e a terceira é a de apoio ao comércio local, denominado de “seja leal, compre local” #beloyalbuylocal.


Para visualizar a importância destas estratégias para a sua rede de supermercados, destacamos alguns pontos relevantes para cada estratégia no setor.


#PRIVATELABEL

Com a pandemia, algumas cadeias produtivas, como é caso da cadeia de polpa de fruta, estão rodando abaixo da capacidade produtiva. Além dela, diversas outras cadeias estão com o mesmo comportamento e serão alvo de varejistas. O olhar para este nicho beneficiará tanto a retomada da economia local como a geração de empregos.

Um dos programas de destaque que utilizam esta estratégia está na rede americana Whole Foods e na europeia LIDL. No Brasil, diversas redes já aderiram à estratégia das marcas próprias. Não perca esta oportunidade de incrementar suas vendas, o lucro e a percepção de imagem sobre a sua marca.


#FARMTOTABLE

Esta estratégia busca encurtar a cadeia produtiva de produtos frescos, em especial os produtos de validade curta como Frutas, Legumes e Verduras (FLV) e os queijos crus, entre outros.

O maior desafio desta estratégia está na capilaridade, ou seja, distribuição numérica, uma vez que tanto o preço médio da categoria como os custos de entrega criam barreiras para comercialização e distribuição, centralizando a produção na região.

Um case desta estratégia é a rede holandesa de e-grocery Picnic, que vem ampliando sua operação tanto na Holanda como na Alemanha utilizando tecnologia, agilidade e redes. No Brasil, estamos de olho no avanço das cestas de produtos orgânicos em condomínios residenciais e das #foodtechs de comida congelada.


#BELOYALBUYLOCAL

O foco desta estratégia está no apelo social econômico, uma vez que muitos dos empreendedores locais tiveram seus negócios afetados pela pandemia. Implementar a estratégia LOCAL significa, além de abrir espaço na gôndola para os produtos regionais, informar e destacar o programa, levando informação ao shopper sobre o apoio aos produtores locais e que parte do recurso será utilizado na comunidade local.

Um case mundial desta estratégia é a rede Whole Foods, com seu programa “Local Producer Loan”, que realiza uma curadoria nos produtos locais e abre espaço na prateleira para esses pequenos produtores.

Além dessas estratégias, que estão voltadas para incremento do lucro e apoio social, precisamos estar atentos aos impactos no planeta.

Para isso, precisamos implementar os programas para redução de perdas de produtos frescos, para reciclagem e reaproveitamento das embalagens. Entre esses movimentos da indústria, destacamos o crescimento do aumento do tamanho das embalagens, denominado de “embalagens para a família”.

Neste sentido, já é possível perceber o movimento no portfólio de produtos das embalagens famílias, recicláveis e reutilizáveis, o que podemos denominar de economia circular. No próximo artigo falaremos mais sobre esta temática. Não perca.